Um grande vilão da qualidade de vida na artrite reumatoide é o abandono do tratamento médico. Quando o paciente está em crise, com dores, precisando ajustar a dose do medicamento, é quase que natural ir ao médico. Mas, quando a doença está em remissão, um grande número de pessoas deixa de ir às consultas e, então, abre oportunidade para a doença voltar.. e voltar com tudo.
As razões pelas quais você deve manter acompanhamento médico reumatológico contínuo, mesmo que a doença esteja em remissão são:
  • Monitorar a doença: somente com avaliação clínica e laboratorial, o médico poderá acompanhar a evolução da doença e a necessidade de ajustar os medicamentos
  • Monitorar doenças secundárias ou outras doenças: é muito comum que pessoas com artrite reumatoide, manifestem doença concomitante ao longo de alguns anos. O acompanhamento médico permitirá diagnosticar precocemente qualquer doença ou infecção. Lembre-se uma vez com AR, toda uma vida com AR, e todo e qualquer sintoma deve ser comunicado também ao médico reumatologista.
Doença em remissão não quer dizer paciente com alta. Conscientize-se, a caminhada será sempre ao lado do seu médico reumatologista. É melhor ir ao médico para dizer “está tudo bem doutor”, do que “me ajuda doutor”.