A artroplastia de joelho é uma cirurgia para a colocação de uma prótese, que pode ser total (quando toda a articulação é substituída) ou parcial (quando apenas uma parte da articulação é substituída). O joelho é uma articulação formada por um conjunto de ossos (fêmur, tíbia e patela), músculos e ligamentos extremamente importantes na sustentação do nosso corpo e para andar. A cirurgia é indicada quando essa articulação sofre desgaste em decorrência de artrose, muito comum nos pacientes com artrite reumatoide.
 
O objetivo da cirurgia é diminuir a dor e recuperar os movimentos que estavam prejudicados e andar. A escolha do tipo e modelo da prótese, bem como da anestesia, será feita por seu médico, com base no quadro clínico e resultados de exames de imagem.
 
Como toda cirurgia de grande porte, existe algum risco de complicações, por isso a importância de seguir todas as orientações do médico e do fisioterapeuta.
Após a cirurgia, você deverá fazer fisioterapia e seguir algumas orientações para uma melhor recuperação:
  • Mantenha a perna operada elevada e esticada;
  • NÃO coloque almofadas embaixo do joelho operado;
  • Procure não deitar sobre o joelho operado;
  • Mantenha sua rotina de exercícios e procure dobrar o joelho durante os exercícios para não ficar com o joelho “duro”.
  • A quantidade de carga que você pode colocar sobre a perna operada depende do tipo de cirurgia e será orientada pelo seu ortopedista e acompanhada pelo fisioterapeuta;
  • Logo que puder ficar em pé, apoie a perna operada com cuidado, dividindo seu peso entre as muletas e a outra perna.

Com paciência e empenho, você recuperará os movimentos e terá uma vida melhor.