Ter uma doença crônica, tomar remédios contínuos e conviver com a dor podem interferir nos planos de férias, por isso é preciso ter um planejamento e se preparar. Algumas dicas podem fazer uma grande diferença em suas férias.

Informe-se sobre o local de destino: é importante conhecer o local de destino. Faça um roteiro, organize o seu passeio de uma forma prática e sem andanças desnecessárias, dessa forma você evitará a fadiga.

Evite datas de muito fluxo: Natal, ano novo e carnaval no Brasil são sinônimos de agitação e cidades turísticas lotadas, o que remete a filas e aglomeração de pessoas. Um bom mês para um passeio sem estresse é o mês de janeiro, pois o recesso de fim de ano já acabou e o carnaval ainda está longe. Não tente enfrentar cidades lotadas, assim você evita o cansaço e, consequentemente, o aumento das dores.

Organize a ida e o retorno: descanse um dia antes da viagem e um dia após o retorno, dessa forma você estará bem para viajar e também para voltar ao trabalho. Não tente fazer as coisas correndo, dê um tempo para o seu corpo se adaptar.

Não se esqueça das vacinas: se a viagem for para o exterior ou para regiões endêmicas, converse antecipadamente com o seu médico sobre as vacinas que pode ou não tomar. Vacinas na artrite reumatoide devem ser orientadas pelo médico reumatologista.

Protetor solar e repelente: alguns medicamentos influenciam na sensibilidade da pele, por isso, é sempre bom prevenir-se usando protetor solar. Também é importante usar repelentes de isentos. Como visitantes não conhecemos as situações endêmicas das cidades e o pernilongo da dengue pode comprometer seriamente nossa saúde. Portanto, não esqueça; protetor solar e repelente sempre.