A qualidade do sono é um dos fatores que contribui para o controle da artrite reumatoide. Assim como se alimentar bem e praticar exercícios, uma boa noite de sono é fundamental para nossa saúde.

Hoje, com as pressões do dia a dia, dormimos menos tempo do que gostaríamos, e em algumas situações, como na artrite reumatoide, é comum ouvir queixas do tipo: “Estou com dor, não consigo dormir”, ou: “Acordo várias vezes à noite, são tantas preocupações que demoro a pegar no sono”.

Evidências recentes indicam que dormir mal diminui a resposta do sistema imunológico, contribuindo para maior propensão a gripes, resfriados, ganho de peso, pressão alta e diabetes, condições comuns na artrite reumatoide.

Se você vem sentindo sintomas como sonolência, irritação, mau humor, impaciência e fadiga física e mental, isso significa que você está dormindo pouco, ou a sua qualidade de sono é ruim.

O tempo necessário de sono varia de pessoa para pessoa. Para algumas pessoas, oito horas é o ideal, para outras, menos ou mais. O importante é você se sentir bem no dia seguinte.