Segundo estudo publicado no Arthritis Care & Research, as pessoas que têm artrite reumatoide são duas vezes mais propensas a sofrer de depressão. Os pesquisadores constataram que quase 11% dos pacientes tiveram sintomas de depressão moderada a grave.
 
É necessária uma atenção especial com relação ao assunto para detectar sinais de depressão nos pacientes. Pois as doenças crônicas podem afetar significativamente o bem estar psicossocial dos pacientes e afetar a adesão do tratamento.
 
O estudo também constatou que apenas um em cada cinco pacientes com artrite e depressão discutem o assunto com seus reumatologistas. Isso porque o foco principal nessas ocasiões é quase sempre a doença em si.
 
É preciso ter em conta que a assistência adequada aos pacientes com AR inclui também a avaliação de outros aspectos que não são simplesmente a avaliação da dor, da limitação física e de possíveis complicações em outras partes do corpo.
 
O reumatologista precisa considerar, além dos problemas físicos, as questões emocionais, o impacto da dor crônica, da baixa autoestima, da fadiga e até da disfunção sexual que a doença pode causar, pois tudo isso pode afetar não só o tratamento quanto o desenvolvimento da AR.
 
A artrite reumatoide é uma doença que leva a vários graus de incapacidade e tem um profundo impacto sobre os aspectos sociais, econômicos e psicológicos da vida do paciente. Depressão e ansiedade são determinantes na redução de qualidade de vida. Outros estudos já relacionaram a dor com a depressão inclusive.
 
Assim, a boa relação entre o médico-paciente é fundamental, bem como a orientação adequada quanto ao tratamento, o estímulo à prática de atividade física, e, quando necessário, o uso de medicações antidepressivas e ansiolíticas para reduzir a ansiedade. Muitas vezes é necessário o apoio de um psicólogo ou psiquiatra. Sintomas de saúde mental estão presentes desde as primeiras fases da artrite reumatoide e pode ser indicado iniciar um atendimento multidisciplinar logo que possível para melhorar a qualidade de vida do paciente e procurar evitar o agravamento do quadro depressivo e suas implicações para o tratamento.
 
É importante que o paciente partilhe seus sentimentos com as pessoas do seu convívio e não os esconda para manter sua saúde emocional. E que no caso de os sintomas perdurarem, procure ajuda.

Notice: Trying to get property of non-object in /home/vhosts/artriterell/domains/artritereumatoide.clientes.ananke.com.br/public_html/wp-content/themes/artritereumatoide/functions.php on line 3984

Notice: Trying to get property of non-object in /home/vhosts/artriterell/domains/artritereumatoide.clientes.ananke.com.br/public_html/wp-content/themes/artritereumatoide/functions.php on line 3985